Como manter seu iPhone livre de malware

Assim como as pessoas não pensam que os Macs podem pegar vírus, muitos usuários do iPhone acham que não precisam se preocupar com malware. Mas, como vimos nos últimos meses com o KeyRaider e o XcodeGhost, os iPhones são realmente suscetíveis a malware e os usuários podem perder muitos dados valiosos se não forem cuidadosos. Ao seguir alguns passos simples, você pode reduzir significativamente as chances de seu telefone ser infectado.

Saiba o que está lá fora

Isso é importante; se você estiver ciente de que existe um malware para iPhone e que os iPhones, de fato, são infectados, você estará mais bem informado do que muitos outros usuários. Fique de olho nas notícias de tecnologia para saber quando há ameaças por aí.

anúncio-chaveiro

Por exemplo, no final de agosto passado, muitas notícias foram divulgadas sobre o malware chamado KeyRaider, que se infiltrou em iPhones desbloqueados e roubou mais de 200.000 credenciais de ID Apple de usuários e outras informações confidenciais. Muitas pessoas não sabiam da existência desse malware e não puderam agir quando ficou claro que elas podem ter sido afetadas.

Mais recentemente, um malware chamado XcodeGhost foi distribuído por meio de vários aplicativos verificados listados na App Store, deixando claro que não são apenas os telefones com jailbreak que podem ser infectados. Embora a Apple tenha tomado medidas para mitigar a ameaça, ainda é um sinal claro de que os usuários do iPhone devem estar atentos a qualquer notícia sobre malware do iPhone.

Não faça o jailbreak do seu telefone

O jailbreak tem muitos benefícios excelentes – ele dá acesso a ajustes interessantes que alteram o comportamento do seu iPhone, permite baixar uma variedade maior de aplicativos e oferece mais acesso de baixo nível aos arquivos em seu telefone. Mas também torna muito mais fácil para hackers e outros malfeitores infectarem seu iPhone com malware.

pangu-jailbreak-ios8

O jailbreak, em poucas palavras, remove as restrições que a Apple colocou sobre como você interage com seu telefone. Muitas dessas restrições existem para ajudar a Apple a manter um controle rigoroso de como seus produtos são usados, mas algumas restrições também visam mantê-lo seguro. Por exemplo, um iPhone sem jailbreak só pode instalar aplicativos da App Store da Apple, onde todos os aplicativos foram verificados pela Apple para serem seguros. A instalação de outras lojas de aplicativos pode significar que você enfrenta um risco significativamente maior.

No entanto, fazer o jailbreak do seu iPhone também significa que você levará mais tempo para obter atualizações da Apple, e isso pode colocá-lo em risco. Quando desenvolvedores e pesquisadores descobrem vulnerabilidades no iOS, os patches são lançados como atualizações, ajudando os usuários a se manterem seguros. Se você não conseguir essas atualizações, poderá ficar vulnerável a malware que já foi abordado pela Apple, colocando-se em risco desnecessário.

Se você fizer o jailbreak, tenha cuidado

Mesmo que o jailbreak coloque você em maior risco, muitas pessoas descobrirão que personalizar seus telefones da maneira que eles queriam vale a pena. E tudo bem — o jailbreak não garante que você contraia malware para iPhone. Mas você precisa ter cuidado.

cídia

Cydia, o instalador mais popular para iPhones desbloqueados, já existe há algum tempo e desenvolveu uma reputação de qualidade (embora você ainda precise estar atento, pois eles não têm tantos controles quanto a Apple, tornando-o mais provável que um aplicativo malicioso se esgueire). Outros instaladores não existem há tanto tempo e não desenvolveram muita reputação; você deve ser muito cauteloso com estes.

Escolha seus aplicativos com cuidado também. Só porque um aplicativo tem avaliações positivas não significa que seja seguro. Se você não tiver certeza se um aplicativo é seguro, é melhor não baixá-lo. Ou, pelo menos, confira o site do desenvolvedor e outros aplicativos para ver se eles parecem confiáveis.

Execute suas atualizações

Como mencionado anteriormente, quando a Apple souber de um novo malware que afeta seus telefones, ela lançará uma atualização para o iOS que você pode baixar para se proteger. É fácil ignorar essas atualizações, mas é importante que você não o faça. Quando houver uma atualização para o iOS, baixe-a assim que puder. Ser infectado com malware que já foi tratado é ainda pior do que ser infectado com uma nova cepa, pois você poderia ter evitado isso em primeiro lugar.

atualização de ios

Como você sabe quando há uma atualização do iOS? Você receberá um selo de aplicativo no aplicativo Configurações – uma pequena bolha vermelha aparecerá no canto superior direito, geralmente com um “1” nele. Se você vir isso, toque nele e execute a atualização assim que tiver uma chance. Geralmente, leva apenas alguns minutos e pode economizar muito tempo na limpeza do telefone após a infecção.

Da mesma forma, você deve executar atualizações de aplicativos sempre que estiverem disponíveis; novamente, se um desenvolvedor encontrar uma vulnerabilidade, ele a corrigirá em uma atualização. Assim como nas atualizações do iOS, você verá uma notificação – desta vez no ícone da App Store – quando as atualizações estiverem disponíveis. Basta tocar nele, ir para a seção Atualizações e tocar em Atualizar tudo. É tão fácil.

Use apenas computadores e portas confiáveis

Você sabia que seu iPhone pode ser atingido por malware apenas conectando-o a um computador infectado? Ou até mesmo uma tomada de parede que foi comprometida? Os hackers estão ficando cada vez mais criativos com maneiras de espalhar malware, e essa é uma estratégia particularmente furtiva. Em 2013, pesquisadores construíram um pequeno computador por apenas US$ 50 que poderia ser escondido em uma estação de recarga pública – e teria acesso a qualquer iPhone conectado a ele.

iphone-ancorado

Obviamente, você não precisa exagerar com isso. Você provavelmente estará seguro conectando seu telefone ao computador de seu amigo ou a uma tomada em sua casa. Mas quando você estiver fora de casa, seja um pouco mais exigente. Especialmente em locais de alto tráfego, como aeroportos, shoppings e prédios públicos.

Instale aplicativos antimalware

Recentemente, a Apple acabou com muitos aplicativos antimalware que estavam presentes na App Store, mas alguns sobreviveram e podem ajudá-lo a ficar livre de vírus. Lookout é um aplicativo poderoso que combina tecnologia anti-malware, backups de telefone, auditorias de segurança e proteção contra roubo. A maioria dos recursos é gratuita, portanto, não há desvantagem em baixar este aplicativo. Ele até detectou o XcodeGhost na maioria das versões do iOS.

iphone-antivirus

Outro bom aplicativo para download é o McAfee Mobile Security, que também oferece vários recursos. Bloqueie arquivos dentro de seu cofre seguro, proteja fotos privadas de outros aplicativos, faça backup de seus contatos, acione um alarme se seu telefone for roubado e até receba uma mensagem SOS com um local quando você perder seu telefone.

Fique de olho em perfis desconhecidos

Os perfis de configuração são usados ​​pelos desenvolvedores para ajudá-lo a configurar aplicativos ou conectar-se a redes sem fio. Eles podem ser muito úteis, mas também podem servir como um ponto de entrada para o seu telefone. Uma maneira de evitar possíveis ataques de malware é verificar ocasionalmente a seção Perfis em Configurações> Geral. Se houver algo lá que você não se lembre de instalar, exclua-o.

perfis-ios

Na maioria das vezes, mesmo que fosse importante, você poderá recuperá-lo com bastante facilidade. E, em geral, você não terá mais de um ou dois perfis instalados, portanto, se você vir muitos deles, isso deve ser um sinal de alerta.

O malware do iPhone é um risco real

Embora o iPhone seja um dispositivo muito seguro, ainda existe o risco de ser infectado por malware. Siga as etapas listadas acima e fique atento, e o risco de seu telefone ser atingido por um vírus será mínimo. Ao adquirir um novo iPhone, não proteja apenas a tela! Certifique-se de que você também está protegendo seus dados.

Créditos da imagem: Andrew via flickr, Håkan Dahlström via flickr.

Leave a Comment

Your email address will not be published.