Diferença entre servidão e direito de passagem

Servidão e direito de passagem são dois exemplos distintos de direitos de propriedade. Embora tenham semelhanças, são completamente diferentes de várias maneiras.

Tabela de resumo

Servidão Direito de passagem
Permite que um terceiro use bens móveis ou imóveis de outra pessoa Permite que um terceiro use partes de uma propriedade privada como passagem
Mais amplo em escopo Mais específico
Pode ser negativo ou afirmativo Exemplo de servidão afirmativa
Pode abranger diferentes partes de uma propriedade Cobre apenas partes de uma propriedade privada que podem servir como caminhos

Uma servidão é um exemplo de direito de propriedade que permite a um terceiro usar bens móveis ou imóveis de outra pessoa. O titular da servidão pode exercer controle sobre as partes da propriedade cobertas pela servidão. No entanto, a propriedade total da propriedade ainda permanece com o proprietário.

A servidão pode ser concedida por entidade pública ou particular e existe em dois tipos: afirmativa e negativa. Uma servidão afirmativa concede ao seu titular o poder de usar a propriedade de outra pessoa para um fim específico, enquanto uma servidão negativa impede os proprietários de exercerem o controle total sobre suas terras.

direito de passagem , por outro lado, é um tipo de servidão que concede a uma pessoa a liberdade de usar partes de uma propriedade privada como passagem. Constituído sobre uma propriedade imóvel ou real, o direito de passagem é concedido a uma pessoa por uso ou concessão.

Normalmente, uma servidão de direito de passagem cobre um caminho ou uma estrada que passa pelo terreno de outra pessoa. Os titulares de servidão de passagem têm acesso às áreas que servem de passagem para as principais estradas ou rodovias.

Servidão vs direito de passagem

Então, qual é a diferença entre servidão e direito de passagem?

Em primeiro lugar, uma servidão é um exemplo de direito de propriedade que permite a um terceiro usar bens móveis ou imóveis de outra pessoa. O direito de passagem é um tipo de servidão que concede a uma pessoa a liberdade de usar partes de uma propriedade privada como passagem.

Em segundo lugar, uma servidão tem um escopo mais amplo. Dependendo do tipo de servidão, os titulares de servidão têm o poder de exercer direitos sobre uma propriedade privada ou de impedir os proprietários privados de construir ou desenvolver infraestruturas nos seus terrenos. O direito de passagem, ao contrário, é um tipo de servidão que concede ao seu titular um direito específico – o direito de usar partes de uma propriedade privada como caminho de acesso às estradas principais.

Uma servidão existe em dois tipos: negativa e afirmativa. A servidão negativa é normalmente concedida para impedir o proprietário de desenvolver infraestruturas que bloqueiem o acesso de terceiros ao ar, luz ou vistas. Já a servidão afirmativa é um tipo de direito concedido a um terceiro de usar a propriedade de outra pessoa para um fim específico. Um exemplo de servidão afirmativa inclui o “direito de passagem”, que concede aos detentores de servidão o direito de cruzar uma propriedade privada para acessar as estradas principais ou propriedades vizinhas.

Por último, uma servidão pode cobrir diferentes partes de uma propriedade, incluindo caminhos, drenagens e áreas subterrâneas. A faixa de servidão, por outro lado, cobre apenas partes de uma propriedade privada que servem como caminhos para estradas principais e propriedades vizinhas.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *